Histórias de Saci – Santino Frezza, ilustrações de Voltolino

biblioteca_monteiro_lobato_12.04.2014_clarice_villac_18

Histórias de Saci

                                             Santino Frezza

Já ouvi muitas histórias de saci, contadas por pessoas que juram já tê-lo visto.

A última foi de uma senhora encantadora, que aposentou-se depois de trabalhar 40 anos como enfermeira em hospital, e que viveu sua infância e juventude na zona rural. Hoje trabalha como cuidadora de idosos.  E que cuidadora! Apesar de todo o tempo em que conviveu com médicos e outros profissionais da medicina, com o povo que frequenta o único hospital da cidade (gente “fina” da cidade, gente simples, etc.), conservou seu sotaque caipira e o palavreado típico, além de sua pureza.

Dia destes, não me lembro porque, toquei no assunto. Aí ela fez um comentário: “Diz que em Botucatu tem muito.” A cidade em questão, Lençóis Paulista, fica na região. E a origem da senhora, em fazendas situadas entre as duas.
Mostrei-me interessado, perguntando se ela já tinha visto algum. “Vi sim, sempre via quando era criança, lá no sítio.”
E como ele era? “Assim, como é um saci memo. Drento do rodamoinho, via quando a gente tava sentado na porta de casa.”
E o que ele fazia? “Ah, aquelas coisa, marvadeza, dava nó nas crina dos cavalo, os cavalo ficava assustado. Bolia nas ropa do vará.”
E vocês? “Nóis corria pa drento de casa.”

Não contestei, claro. Até porque em Botucatu tem tanto saci, que existe lá a Associação Nacional dos Criadores de Saci (veja em http://www.terra.com.br/istoe-temp/1655/comportamento/1655_acredite_se_quiser.htm).

E que saci existe, não tenho dúvida. Existe mesmo, está vivo na lembrança e na pureza da senhora cuidadora.

biblioteca_monteiro_lobato_12.04.2014_clarice_villac_17

_____________

Imagens: ilustrações originais de Voltolino para O Sacy de Monteiro Lobato.
Fotos da Biblioteca Monteiro Lobato, em São Paulo – SP, abril 2014, por Clarice Villac.

Para ver  fotos de aves por Santino Frezza: http://www.wikiaves.com.br/perfil_sanfrezza

Anúncios
Esse post foi publicado em Crônicas, Imagens, Prosa e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s