Aquarelas & Haimi – crônica de Clarice Villac, aquarelas de Alexandre Zilahi

Marisa Monte_Alexandre_Zilahi

Marisa Monte

Aquarelas & Haimi

 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . Clarice Villac
                                      – para o amigo Alexandre Zilahi

Aquarelas trazem em si, além da imensa delicadeza, o imponderável sugerido pelo quase visível movimento das tintas ao se fixarem no papel…
Têm um quê de cavalos livres galopando à vontade…

Kali_Théo e Gita Lee - Estudo Aquarela_Alexandre_Zilahi

Kali, Théo e Gita Lee

Um bicho, ah, terá sua alma senciente ali a nos mirar, em flashes !

Uma paisagem, aquarelada, será um trecho imaginário a sobrevoar sua base material… e ainda assim, despertará emoções…

Avenida São João - 1968 _Alexandre Zilahi

Avenida São João, 1968.

Quando o artista representa com suas aquarelas pessoas que são músicas, poetas, cineastas; e nos apresenta uma delas, se dá o encontro, em outra volta do caracol evolutivo…

Luiz Melodia_Alexandre_Zilahi

Luiz Melodia

É como se tirássemos da estante um livro de estimação, motivados pelo cotidiano que nos lembra determinado poema, e ao mostrarmos para um amigo, se dá a comunicação mais plena, que além de nos aproximar do outro, nos proporciona o enxergar da caminhada que percorremos desde a última vez que nos detivemos a ler e sentir aquele poema… percebemos as rotas, as voltas da vida…

Hermeto Paschoal_Alexandre Zilahi

Hermeto Paschoal

E, algumas vezes, é possível viver a riqueza desta experiência: a gente faz o poema, ele tem uma história até ser escrito; e daí, vem o artista e enxerga, cria uma imagem para ele que é como se materializasse o filme num ponto inusitado, que acrescenta infinitas perspectivas !
Que se multiplicarão em cada um que ler, enxergar, sentir, interpretar !

Miles Davis_Alexandre Zilahi

Miles Davis

Existe, na arte de criar haicais, a busca pelo “haimi”.
Muito se explica sobre ele, mas é quase indizível seu significado. Talvez seja algo como um encantamento que transcende a compreensão cartesiana, objetiva; que traz frescor, multilateralidades…
E as aquarelas que nos atraem, imagino que seja por despertarem em nós esse sentido de haimi.
Um haimi que se sutiliza e ao mesmo tempo se personaliza através de seu autor, o artista que aquarela com sua antena particular, única, intransferível.
Se a mais recente turnê dos Stones chama-se No Filter Tour, talvez sugerindo mais autenticidade neste nosso mundo que recém-criou o vocábulo pós-verdade; as aquarelas de Alexandre Zilahi trazem a inconfundível beleza de seu filtro pessoal, e esta é sua riqueza.

____________________

Para saber mais sobre “haimi“:
http://www.kakinet.com/caqui/desmandamentos.shtml

Para conhecer mais aquarelas & desenhos de Alexandre Zilahi :
Alexandre Zilahi Aquarelas

Para conhecer as outras artes de Alexandre Zilahi:
http://www.zilahi.com.br

no Youtube:
http://www.youtube.com/user/zilahi55

Anúncios
Esse post foi publicado em Crônicas, Imagens, Prosa e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Aquarelas & Haimi – crônica de Clarice Villac, aquarelas de Alexandre Zilahi

  1. Santino Frezza disse:

    O texto da Clarice e as pinceladas do Zilahi se interagem de tal forma, com tal delicadeza que…. O que falar? É o “haimi” de corpo presente e entrelaçado com as artes.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s