Dos ritmos (des)necessários (ou pequena fábula cotidiana) – Clarice Villac

20171123_010736


Dos ritmos (des)necessários
(ou pequena fábula cotidiana)


Sempre foi
uma pessoa
esforçada, racional, prática…
Trabalhou muitos anos
com mercado de capitais.
Será que vem daí
que hoje,
décadas depois,
em sua fase octogenária,
suas palavras
não consigam
entrar na fila
pra uma maior ponderação,
e desembestem
como se fosse necessário
arrematar um título da Bolsa de Valores
nos próximos três segundos ?…


Clarice Villac
– foto e poema, 22/23.11.2017.

Anúncios
Esse post foi publicado em Poesia e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s